quinta-feira, 31 de março de 2011

Olá pessoal!!
  
   Estou escrevendo um livro e espero que vocês gostem. É uma história de amor, um menino encontra com um alguém não é exatamente desse mundo. Será que eles vão ficar juntos?

   Já tinha escrito isso a um tempão e, quando fui hoje no site da Katy Perry, vi que ela está divulgando o video E.T. que ela faz com o Kenie West. O Vídeo ficou legal (vajão abaixo), mesmo que eu tenha um pouco de rava o Happer por fazer aquele negócio com a Taylor Swift.

   Mas, mesmo assim, espero que gostem do primeiro capítulo que eu estou postando abaixo.



Vai ser uma série, mas eu ainda não escolhi o nome. Me ajudem aí! :)

Capítulo Um

Tudo foi tão rápido, como se num piscar de olhos tudo estava mudado e minha vida estivesse por um só fio. Eu tinha que me lembrar de nunca mais esbarrar com nenhuma desconhecida na rua e ajudá-la. Mesmo que ela seja tão bonita que fizesse seus olhos segarem.
   Bem, aquilo fez minha vida mudar como uma rajada forte de vento que você não pode ver, mas pode sentir.
   Lembrete: nunca — isso mesmo; NUNCA — ajude alguém que esbarra com você na rua. Principalmente se for uma mulher e você um homem, que é tão linda que parece um anjo. Lembre-se também que há algo de errado com ela.
   Muito bem, agora já é tarde demais.
  E eu estou aqui, parado, esperando o veredicto.

Tudo isso começou alguns meses atrás, quando eu estava acordando para mais um dia normal, em que eu teria que acordar, me arrumar e ir para a escola.
   Estava tudo bom, não tão bom quanto parecia. Quer dizer, eu nem sabia o que estava por vir — mesmo que minha mãe estava de cama e eu tive que acordar antes que o sol aparecesse e fosse dar a ela o remédio que ela tinha que tomar.
   E foi isso que aconteceu.
   Eu acordei quando o sol ainda não estava nem aparecendo no horizonte (e isso era tão escuro que era na hora que a rua estava tão silenciosa por nenhum carro passar, porque era cedo demais), levantei-me de um pulo, desligando o meu celular com uma música muito forte que me fizesse ficar de olhos abertos.
   Depois fui mudar de roupa e escovar os dentes. Era muito ruim quando você está “sujo” quando fosse fazer alguma coisa, mesmo que fosse sedo demais. Fui ao banheiro e peguei o frasco de remédio que estava destinado apenas a minha mãe. Ela tinha pegado um resfriado muito forte e só um remédio bom podia ajudá-la.
   Depois disso, tirei uma pastilha do remédio (que tinha aquele tamanho um tanto grande demais para que alguém engolisse sem a ajuda de água — mesmo com a ajuda de água era meio complicado de engolir) e separei-o em cima de um pedaço de papel de guardanapo que ficava já no banheiro para aquela ocasião.
   Bocejei ainda sentindo vontade de dormir.
   Depois, coloquei a banheira para encher com água morna, pois era inverno a lá fora, pelo o que eu tinha visto pela janela do meu quarto, o tempo estava fechado e ventando. Por isso eu tinha que colocar uma roupa um pouco mais quente, pois devia estar um pouco frio (mesmo que no Rio de Janeiro não fazia tanto frio quanto em um país mais no sul o bem mais ao norte do mundo).
   Depois de ter tomado banho, escovado os dentes e passado desodorante, perfume e algumas coisas mais, fui para o quarto da minha mãe. Ela dormia calmamente e fui para o lado da cama onde ela estava. Minha mãe era mais ou menos igual a mim: tinha os cabelos negros e ondulados e, quando ela estava com os olhos abertos, podia perceber os seus olhos azuis como o mar denso. Seus olhos eram muito expressivos, como os meus — mesmo que meus olhos não fossem azuis, mas mel. Isso mesmo; meus olhos eram castanhos tão claros que pareciam mel ou ouro derretido.  — é o que me disseram.
   Eu cheguei mais perto até poder ficar bem perto da minha mãe e tocá-la com os meus finos dedos para que ela acordasse e tentando não acordar meu pai que dormia roncando do outro lado.
   — Sim? — Minha mãe respondeu ao meu toque, como sempre fazia, mas ela estava mais dormindo do que acordada.
   — Mãe, estou indo, ok? — Eu disse, olhando diretamente para ela.
   Saí do quarto, chegando perto da cozinha e pegando alguma coisa na geladeira, ou seja, pegando um Danone na geladeira e depois abrindo-o e bebendo-o. limpei minha boca — por que não seria legal sair na rua com aquela bigode de Danone — e saí.
   O tempo estava bom, realmente bom. Haviam pássaros voando a minha volta, eu conseguia sentir o ar fresco de outono em min, havia sol, mas não aquele sol escaldante que você sente que vai morrer.  
   Estava tudo muito perfeito… para ser verdade.
   Bem, mas era verdade, infelizmente, nada tão perfeito podia acabar tão bem.
   Quer dizer, por que meus dias nunca poderiam começar e terminar bem? Ontem, por exemplo, eu literalmente caí da escada. Eu estava falando alguma coisa com Rafa, um dos meus colegas, e eu estava andando meio que de costas — eu não sei realmente por que eu estava fazendo aquilo — quando eu percebi o que estava acontecendo, mas já era tarde demais: eu estava caindo.
   Bem, sem contar nas outras coisas que aconteceram comigo e os problemas que eu passei.
   Mas, isso é passado.
   Eu e Rafa nos encontrávamos sempre no Meio do Caminho; uma árvore velha. Nós chamávamos assim porque essa árvore ficava mesmo no meio do caminho da minha casa, da casa dele e da escola.
   E eu ia andando. Eu pedi, me ajoelhei até, para que meus pais assinassem o termo concordando que eu poderia dirigir, mas eles não deixaram. Não sei porque! Só porque eu um dia peguei no volante do carro do meu pai — eu acho que isso foi ano passado — e, simplesmente (porque não fui EU que fiz aquilo) o carro bateu numa árvore perto de casa, amassando toda a parte da frente?
   Fala sério, não é pais? Eu já sou grande e acho que sou muito bom da mente para dirigir, não é?
   Mas eles não acham isso, infelizmente. Ou eu já estaria dirigindo e pegando Rafa no lugar de sempre.
   Chegando perto da árvore pude perceber o menino que estava me esperando. Ele tinha um metro e setenta e poucos de altura, era magro e usava um óculos fundo de garrafa muito estranhos. Me olhando no espelho eu me acho estranho (tenho cabelos castanhos grandes, mas lisos, não uso óculos — porque conheci um negócio chamado lente de contato —, mas não sou o tipo do garoto de encher os olhos, entendeu?), mas me lembro do meu melhor amigo (conheço ele desde quando éramos... bem, MUITO pequenos) e percebo que eu não sou tão ruim assim — sem ofensa.
   Ele estava parado, olhando para o nada; como se ainda estivesse dormindo.
   Não que eu fosse ruim nem nada, mas eu ia chegar perto dele e ia assustá-lo, porém, ele veirou-se para mim, percebendo que eu estava chegando. Ele abriu um sorriso — por que eu sou realmente o único garoto que ele já falou na vida, tirando o pai dele, mas que nem é um garoto mais — e chegou para perto de mim, como se nós não tivéssemos que voltar para onde ele estava, porque teríamos que ir para a escola.
   — E então, viu aquele negócio que eu te enviei por e-mail? — ele logo disse.
   Ele sempre fazia aquilo: não falava um bom dia ou qualquer coisa assim; mandava direto informações. Eu acho que isso é um problema dos nerds. Não que eu seja assim, porque eu não sou nerd.
   — Há, não deu! — eu disse sinceramente. Nada disso foi porque eu esqueci de ver meu e-mail e aí eu não queria falar a verdade para ele, porque não foi. — Minha mãe estava muito chata ontem e não me deixou entrar na net.
   — Hum... — ele disse meio triste, mas depois voltando ao normal e continuando: — Bem, então vamos. Não quero chegar atrasado na aula.
    — Há, sei. — Eu disse.
   Nós começamos a andar para baixo, na rua. O colégio ficava a umas duas quadras da árvore e tínhamos que descer uma pequena ladeira para chegar lá.
   — O que você quer dizer? — Ele perguntou, olhando para baixo.
   — Nada — eu simplesmente respondi por que ele sabia o que eu estava querendo dizer com o meu “há, sei”.
   Rafa gostava de uma menina, que era da outra turma. Ela era mais ou menos parecida com ele; tinha uns óculos um tanto grandes para seu rosto, usava umas roupas listradas e adorava Star Wars. Os dois se completavam. Mas, infelizmente, ele era o único que tinha alguém que o completava.
   Eu tinha, mas a pessoa não me correspondia — o que você podia achar estranho, mas a menina de quem ele gostava o correspondia. Havia uma pessoa que vivia colocando cartas de amor para ele em seu armário, mas todos (ou eu, que era o único que falava com ele e sabia disso) sabiam que era ela.
   O problema é que a menina que eu gostava — ou estava literalmente e drasticamente apaixonado — tinha outro e era um pouco... Bem, acima de mim.
   Quero dizer; ela era líder de torcida, falava com todos os populares, por que ela era popular, todos gostavam de ser que nem ela, ou se não gostavam, que era o caso dos meninos, queriam estar com ela! Você me entendeu, não é?
   Foi quando tudo aconteceu, meu mundo virou de cabeça para baixo.
   Nós estávamos andando calmamente pela calçado, onde muito gente ai para lá e para cá, sempre mesmo prestar atenção em onde estava indo. Eu estava tendo muitas cotoveladas.
   — Meu deus! Hoje está tudo uma confusão! — Eu exclamei para Rafa que estava em algum lugar no meio do nada.
   ­— Ed, temos que ir! Já está quase na hora da aula! — Estou tentando, mas não consigo!
   Nós não conseguíamos ver mais a rua. Estava tudo uma desordem completa. Eu não sabia o que estava acontecendo quando eu descobri o que era: todos olhavam para a rua e um helicóptero da polícia passou por cima de nós. Rapidamente eu pensei: ai meu Deus, é um tiroteio e nós estamos bem no meio.
   — Ed, vamos indo! Eu acho que aconteceu um acindente! — Rafa gritou de algum lugar.
   — Acidente? — então foi aí que eu fiz a pior coisa. Cheguei para perto do bolo de gente para poder ver o que estava acontecendo, mas ninguém deixava. Foi aí que Rafa me puxou pela camisa e eu fiquei com muita raiva.
   — Ed, vamos embora! Vamos perder a primeira aula! — ele disse.
   — Vai você! — Eu gritei com raiva. — Eu posso perder a primeira aula, mas vou ficar aqui para ver o que aconteceu.
   — Mas… — ele começou, mas se fosse mesmo um acidente, ele não ficaria ali dde jeito nenhum; ele tinha nojo de sangue. — Então tá; te vejo na escola.
   — Tchau. — Eu falei amargurado.
   Ele foi andando enquanto eu fiquei lá, procurando por uma brecha para ver qualquer coisa.
   Estava doido para ver que tipo de acidente tinha sido, mas, depois de eu ter ficado um bom tempo ali esperando, e quando consegui, percebi que era só um bando de polícias fechando a rua talvez para alguma coisa que ia acontecer, fiquei com muita raiva e fui correndo para a escola.
   Principalmente quando eu olhei a hore e faltavam apenas cinco minutos para que o portão fechasse. E se ele fechasse, eu não poderia entrar, de jeito nenhum.
   Corri loucamente, virando na esquina de uma rua que ficava bem mais perto da escola do que a rua principal. Mas quando virei, dei de cara com alguém e caí. Caí mesmo, vi que a pessoa também se balançou, mas não caiu.
   Quando eu ia brigar com a pessoa, percebi que era a pessoa mais bonita que eu já tinha visto na minha vida.
   — Desculpe-me. — Disse envergonhado.
   Mas quando dei por mim, estava encarando alguém que tinha os olhos como os de gato; com ela fissura preta estranha que os gatos têm.
   Ela era também a pessoa mais estranha que eu já tinha visto na diva.
terça-feira, 29 de março de 2011
Olá pessoal!!! - de novo!!!


   Bem, vou colocar mais uma resenha aqui, como vocês leram lá em cima.

Livro: Vampiro Secreto (Mundo das Sombras #1)

Autora: L. J. Smith

Editora: Galera Record

Sinopse: Poppy achava que o verão duraria para sempre. Até ser diagnosticada com câncer terminal. Não há tempo para tratamento e, aparentemente, nenhuma esperança. Até que seu melhor amigo, James — por quem Poppy é secretamente apaixonada — revela que pode evitar que este seja o destino dela. James pode oferecer-lhe a vida eterna. Com um único beijo ela vê o que há de mais obscuro na alma dele. Mas ela está preparada para segui-lo na morte... e além?
   Em nome do amor, James está disposto a infringir as leis do Mundo das Sombras. Mas tanto ele quanto Poppy precisam se preparar para os riscos e consequências que terão de enfrentar — quem das sombras se apaixonar por um humano deve ser punido com a morte.


Vampiro Secreto pé um livro muito bom - tirando a parte que a capa do livro não é assim tão boa, mas eu gostei!!!

   O começo é muito triste. Poppy, em seu primeiro dia livre da escola e preparando-se para ter uma férias de verão inesquecíveis, descobre que tem câncer. mas, felizmente, do nada, o amigo dela, James, diz a ela que ele pode ajudá-la. Sabe como? Isso mesmo: tranformando-a em vampiro.

   Infelizmente, o Mundo das Sombras tem seus leis também e uma delas é não se apaixonar por um humano, a outra é Nunca transformar um humano. Bem, James, com certeza, quebra essas leias. mas o final - ou começo de toda a histíria - é de arrepiar.

   Gostei muito do livro, muuuuito rápido de ler e bem interessante. Se bem que eu achei meio que um pouco característico de Diários do Vampiro - como a minha amiga Mariskal disse. Os personagens principais t~em um que de damon, Stefan e Elena.

   Mas também, se prestarem atenção e igualarem, vocês vão poder ver que há um pouco de Crepúsculo - ou a Saga Crepúsculo - nele.

   Quando ouve aquele ti, ti, ti de que a Stephenie Meyer plageu uns livros - como sempre têm -, uma das autoras que falou sobre isso foi a própria Smith (tem até no site dela tem uma coluna falando sobre isso, que não fala exatamente nada). Mas eu estou mais oum menos do lado dela - mesmo que a Meyer tivesse sonhado com o seu vampiro e coisa e tal, mas ela tinha que encher linguiça de algum geito, não é?

   Bem, Diários do Vampiro foi publicado em 1991 e Crepúsculo em 2004. E em Diários do Vampiro já tinha um pouco de Crepúsculo (ou vice-e-versa). Mas nesse novo livro da Smith você percebe mais sobre esse tal de plágio - o livro foi publicado em 1996, pelo que eu achei na Internet.

   Muito bem, espero que gostem da resenha pessoal!!

   Beijos e Abraços para todos!!!

Thiago Pined 

Olá pessoal!!

   Estou eu aqui apra fazer mais uma resenha para vocês!!!


   Bem, esse e o príximo livro a fazer resenha, foi um livro que eu li em apenas um dia. Eu adorei a história. A menina, Jessica é uma encrenqueira e muito engraçada - principalmente quando ela tem vontade dfe bater nos outros.

   Ela e sua amigo, Ruth, não são aquelas pessoas populares nem nada. Ruth tem medo de tudo - principalmente de se misturar com os Caipiras (uma classe de pessoas. Existem os Caipiras e os Urbanos). Então, ela prefere estar na dela.

   Jess liga muito para o que falam, principalmete se falam mal de sua família - ou do irmão que é esquisofrênico - e da amiga. Ela bate, bate mesmo!

   Então, num dia de tempestade - que a amiga ddecide ir para casa sem carro e Jess tem que ir junto com ela - que tudo acontece: ela é atingida por um raio e tudo muda para ela. Agora, ela sabe aonda as pessoas de trás da caixa de leite estão, pois estavam desaparecidas.

   O livro é todo contado no ponto de vista da jess, claro (!), e é como se ela estivesse escrevendo um relato para os policiais sobre tudo que aconteceu. Achei bem interessante e inovador; muito bom mesmo! Gostei mais das partes que ela bate nas pessoas e que ela se mete em problemas. Também gostei das partes do romance, que é muito engraçado.

   Só para dizer: Jess está apaixonda por um garoto que ela conheceu na sala de dentenção. Ou seja; problemas.

   Esse é um livro que eu colocava o selo de "Merece Ser Lido" - inventei isso agora! Rsrsrsrsrs...

   Espero que vocês tenham gostado ada resenha!

   Aliás, comentem!!! Se gostaram ou nção, ok?

   Beijos e abraços para todos!!!

Livro: Quando Cai o Raio (Desaparecidos #1)

Autora: Meg Cabot

Editora: Galera Record

Sinopse: Mandaram que eu escrevesse um relato, em primeira pessoa, sobre o que aconteceu comigo, falando toda a verdade e nada mais do que a verdade. Então tá.
   O que aconteceu comigo: fui atingida por um raio. Tudo culpa da Ruth, que resolveu que queria voltar da escola andando, para queimar uns quilinhos... Acabou que eu é quem fui queimada. Ninguém acreditou em mim, nem eu mesma, pra ser sincera. Eu não estava me sentindo mal, não tinha nenhuma marca ou machucado... Nem estava chamuscada! Mas logo as coisas começaram a mudar.
   Quando acordei no dia seguinte, de alguma forma sabia onde estavam as duas crianças cujas fotos estampavam a caixa de leite, aquelas do Disque-Desaparecidos, sabe? Pois é.
   Eu tinha certeza absoluta sobre onde elas estavam. O problema é que eu achava que estava fazendo uma coisa boa! Liguei para o Disque-Desaparecidos e avisei à simpática senhorinha onde estavam essas duas crianças, e depois mais outras... Até que dois não-tão-simpáticos agentes federais apareceram na minha escola para conversar comigo. Até parece!
   Agora sou foragida da justiça, tenho que ajudar um dos meninos que foram encontrados e ainda preciso disfarçar o quanto o motoqueiro da sala de detenção mexe comigo...
   Ainda bem que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar... Certo?


Thiago Pined
domingo, 27 de março de 2011
Gente,faz alguns dias que estou para postar essa novidade aqui para vocês, como o título diz, hoje vocês irão ver a capa oficial de Eshan, o livro da Nessie Araujo.Preparados!?



(clique para ampliar)

Linda a CAPA né?! O André está de parabéns! QUERO MUITO TER O LIVRO AQUI EM MINHAS MÃOS! O LIVRO DA TIA NESSIE!!!!!! *---------*

COMENTEM!!!
sábado, 26 de março de 2011
Olá pessoal!!!

  Estou postando a resenha do livro Guardian of the Gate (Guardiã do Portal) o segundo livro de Profecia das Irmãs. Para falar sobre esse livro, primeiro, eu gostaria de dizer que eu me epaixonei pela capa do livro, mas, mesmo assim, achei muito interessante o livro, depois disso! Vamos lá para a resenha!!


Livro: Guardian of the Gate (Prophecy of the Sisters #2)

Autora: Michelle Zink

Editora: Little, Brown & Company

Sinopse: "O Rosto dela cresce impassivo. Isso tem uma quiatudde familiar, e eu me lembro de um tempo que eu pudia prestar atenção em ALice por o que pareciam horas e nunca ver uma tremulação de emoção pessar sobre sua fina silhueta. Por um um ingênuo momento eu acredito que ela possa considerar meu apelo. Mas apenas como um facho eu vejo a escura raiva em seus olhos. pior do que raiva, pior do que ambivalência, eu vejo o prazer que ele ela tem segurando o poder de me prejudicar.
   Eu vejo isso e eu me lembro do meu irmão e eu sei que meu pedido não vai ter nenhum efeito. Eu vou, em vez disso, ser pega por um desafio." (Não sei se tá bom; minha tradução não é muito boa.


Eu comprei o livro Profecia das Irmãs primeiro em inglês, porque eu me apaixonei pela capa do livro. Achei bastante interessante.

   Quando o livro chegou, eu li sem parar mais e adorei a história de Lia e Alice; as duas irmãs que tem uma profecia nas mãos. Uma é a Guardiã a outra é o Portal.

   No primeiro livro, Lia - que a o personagem primeira pessoa do livro, descobre sobre essa profecia e vive achando que ela é a Guardiã que nao deixa que sua irmã abra o portal para que Samael, um demônio, entre no mundo humano e resfria tudo.

   Só que no fim, ela descore que ela e o portal e que tem apenas duas chaves para tentar fechar esse portal e acabar com a profecia para sempre. As duas chaves são Sônia e Luiza. Lia e Sônia, no final do livro vao para Londres procurar elas outras duas chaves.

   E aí sim, e o começo desse livro.

   O livro e muito bem feito, cheio de historias e tudo mais. Lia viaja mais para encontrar com sua tia Abigail que esta morrendo e para conseguir uma outra parte da profecia.

   Nesse livro ela tem um novo romance, descobre que seu antigo amor esta do lado de Alice,sua irma - talvez, sem saber.

   Eu adorei o livro e a capa! Muito bom! Parabéns Michelle Zink pela continuação. Agora tenho que esperar pelo ultimo livro que tem previsão de estréia nesse inverno, no verão dos EUA.
quinta-feira, 24 de março de 2011
Olá pessoal?

   Vocês já ficaram impertigados quando alguém fala de algum livro, depois vem outro e fala também, áí você está ouvindo sobre esse livro, mas nunca o viu, na verdade? Eu já. Hoje eu fui na Saraiva aqui perto de casa e consegui ver o livro que todos falavam!


    O nome do livro da série é Irmandade da Adaga Negra e eu nunca vi esse livro, realmente. Então hoje eu vi! O livro que eu vi foi Amante Revelado que tem uma capa espetacular! Eu adorei! Quero esse livro - ele está na minha Wish List. Mas, infelizmente, eu não sei se esse é o primeiro, mesmo assim, eu quero ler ese, porque a capa é muito bonita - e todo o restante do livro também.

   Abaixo, vocês podem saber mais sobre o livro:

Nome do Livro: Amante Revelado - Irmandade da Adaga Negra
Autor: J. R. Ward

Editora: Universo dos Livros

Sinopse: Butch O’Neal é um lutador por natureza. Ex-policial da divisão de homicídios, durão, ele é o único humano que já foi admitido no círculo da Irmandade da Adaga Negra. E deseja mergulhar ainda mais fundo no mundo dos vampiros, na guerra contra os redutores. Não tem nada a perder. Seu coração pertence a uma vampira, uma beldade aristocrática inatingível para ele. Se não pode ter Marissa, então, pelo menos, quer lutar lado a lado com os Irmãos. O destino o amaldiçoa realizando precisamente o seu desejo. Quando Butch se sacrifica para salvar um vampiro dos assassinos, cai vítima da força mais sinistra dessa guerra.

Espero gostar mesmo desse livro.

Thiago Pined
A Universo dos Livros anunciou ontem no twitter a capa do segundo volume da série Interligados, da autora Gena Showalter.


O livro tem previsão de lançamento para a Abril.O terceiro livro, intitulado Twisted, tem previsão para Setembro desde ano nos EUA.




SINOPSE

Desde que chegou em CrossroadsOklahoma o ex fora da lei Aden Stone tem vivido a boa vida. Nunca se esqueça que um dos seus melhores amigos é um lobisomem, sua namorada é uma princesa vampira que tem fome pelo sangue dele, e ele devia ser coroado Rei Vampiro – Enquanto ainda é humano! Bem, mais ou menos.
Com quatro – oops, três agora – almas humanas vivendo dentro de sua cabeça,Aden sempre foi diferente dele mesmo. Essas almas podem viajar no tempo, reviver os mortos, possuir outras mentes e, o seu menos favorito nesses dias, prever o futuro.
O futuro para Aden? Uma faca através do seu coração.
Uma guerra esta se formando entre as criaturas da escuridão e Aden de algum modo é o centro disso tudo. Mas ele não está disposto a se deitar e aceitar seu destino sem lutar. Não quando seus amigos estão protejendo ele, não quandoVictoria arriscou seu próprio futuro para ficar com ele, e não quando ele tem uma razão para viver pela primeira vez em sua vida… 

Gostou!? Leia o 1º Capítulo clicando AQUI!
Gosta da Série!? Pretende ler!? COMENTE! E deixe um blogueiro FELIZ! =D
quarta-feira, 23 de março de 2011
GENTE!!!!! A editora Random House e o escritor Christopher Paoliniacabaram de anunciar oficialmentre a capa, título e previsão de lançamento para a quarto volume da série Ciclo da Herança.


O título escolhido foi Inheritance (Herança em português), que será lançado no dia 8 de novembro e terá nada menos do que 704 páginas. Além dos EUA, outros países lançarão o livro nessa data, entre eles estão Canadá, Austrália, Nova Zelândia e todo o Reino Unido.Infelizmente no Brasil, irá demorar um pouquinho né?!


Agora apreciem:



SINOPSE:
A pouco tempo atrás Eragon – Matador de EspectrosCavaleiro de Dragão -  não era nada além de um pobre garoto da fazenda, e seu dragão, Saphira, apenas uma pedra azul na floresta. Mas agora o destino de uma civilização inteira está sobre seus ombros.
Muitos meses de treinamento e batalhas trouxeram vitória e esperança, mas também trouxeram perdas arrasadoras. E a verdadeira batalha ainda está por vir: Eles devem enfrentar Galbatorix. Quando eles o enfrentarem, terão que ser fortes o bastante para derrotá-lo e se eles não conseguirem, ninguém mais conseguirá. Não haverá segunda chance.
O cavaleiro e seu dragão chegaram mais longe do que todos esperavam. Mas eles conseguirão derrotar o malvado rei e restaurar a justiça em Alagaësia? E se conseguirem, a que custo?
Esta é a tão esperada e surpreendente conclusão da série O Ciclo da Herança,best-seller mundial. 

Agora é esperar para que a Rocco nos informe logo quando teremos um possível lançamento aqui no Brasil! (Logo,espero! [yn])
Eu só li Eragon (não tive tempo de ler os outros dois ainda),mas é um dos meus livros favoritos! Adoro Eragon e com toda certeza os outros livros não são de decepcionar! 

Gostam da Série!? COMENTEM! E deixem um blogueiro mais FELIZ!


Hoje a Fabi, da Editora Underworld acabou de divulgar no blog da Editora a Capa de Hunger (Fome), de Jackie Morse Kessler.
A capa é totalmente diferente do que você possa imaginar quando se pensa em "capa do livro da Underworld", é uma capa bem diferente,mas que se encaixa muito bem na história.A capa terá texturas e outras coisas super legais, e vai ser no estilo de Morganville, fosca.




(clique para ampliar)

O que acharam da capa!? Foi confessar que no começo achei ela "esquisita",mas estou me "acostumando" com ela, mas ainda não acho SUPER LINDA! hahaha.Mais uma vez a Underworld me surpreendeu! Totalmente diferente! Muito bom Fabi!

GOSTOU!?NÃO GOSTOU?! COMENTE E DEIXE SUA OPINIÃO!
Olá pessoal! faz tempinho que eu (Caio) não posto algo aqui no blog, então vamos a mais uma capa super legal da Editora Underworld! ;D


Frente de Tempestade, primeiro livro da série Os Arquivos Dresden, de Jim Butcher.O livro será lançado na primeira quinzena de Abril.



SINOPSE:

Harry Dresden é o melhor no que faz. Bem, tecnicamente, ele é o único a fazer esse trabalho. Então quando a polícia de Chicago se depara com um caso que transcende a criatividade ou capacidade humana, eles vem até Harry para obter respostas. O mundo cotidiano está na verdade cheio de seres estranhos e mágicos — e a maioria desses seres não se dão muito bem com humanos. É aí que Harry entra. Afinal é preciso um mago para agarrar — bem, qualquer tipo de coisa.

Só existe um probleminha. Os negócios, para colocar em meio-termo, não vão nada bem. Então quando a polícia o chama para uma consultoria em um caso de duplo assassinato cometido com magia negra, a única coisa que Harry enxerga são os dólares que irá ganhar. Mas onde existe magia negra, existe um mago negro por trás dela. Agora esse mago conhece o nomer de Harry. E é então que as coisas começam a ficar um pouco… interessantes.

Gostou?! Leia o 1º Capítulo AQUI (clique)

COMENTE!!!
sábado, 19 de março de 2011


Bom Pessoal, primeiramente queria agradecer a todos que participaram da promoção!Se você não ganhar,não fique triste! Temos mais promoções a caminho, aliás, a páscoa está chegando não é mesmo!? (FIKDIK!).


Bom, Veja o vídeo do resultado da promoção!


(não deu pra visualizar muito bem mas...)
(clique para ampliar)

Parabéns Rafa, você tem até dia 21 para nos dar um sinal de vida (comentário) e nos mandar um e-mail para:
Leia1Livro@hotmail.com.br (não se esqueça do ".br") com seu endereço,que assim entraremos em contato com a Editora Prumo para lhe enviar o Livro!

Abraços a todos! (Dêem parabéns pro Rafa pessoal!) =D
sexta-feira, 18 de março de 2011
Olá pessoal!

   Hoje eu vou mudar um pouquinho e vou falar sobre um filme que eu vi ontém: A Lenda dos Guardiões. mas, mesmo assim, tem um pouco de livro nesse filme porque ele foi baseado em um! O filme foi baseado na série de mesmo nome de kathryn Lasky, mais precisamente os três livros primeiros.
  
   Abaixo, estarei colocando alguma coisa sobre o filme e depois o meu comentário:

título original: (Legend of the Guardians: The Owls of Ga'Hoole)
lançamento: 2010 (EUA, Austrália)
direção:Zack Snyder
atores:Jim Sturgess, Ryan Kwanten, Joel Edgerton, Helen Mirren.
duração: 90 min
gênero: Animação
status: Em cartaz

Sinopse

Soren (Jim Sturgess) é uma corujinha fascinada pelas histórias épicas contadas pelo pai sobre os Guardiões de Ga’Hoole, míticos guerreiros alados que lutaram em uma grande batalha para salvar as corujas de uma grande ameaça. Por outro lado, seu irmão Kludd (Ryan Kwanten) zomba dele e tem ciúmes, procurando sempre atrair a atenção do pai. Um dia, os dois são capturados e caem nas mãos dos Puros, corujas do mal que querem dominar o Reino do Oeste e a Grande Árvore. Chegou a hora de Soren botar em prática toda a sua vontade e conhecimento para realizar uma fuga audaciosa e ajudar na derrota dos Puros e, assim, salvar o futuro das corujas. (RC)


 
Eu não fui ver o filme no cinema, não por que eu não queria, mas porque ... sei lá, não tive exatamente tempo para ver o filme - mesmo que eu gosto de corujas (por causa de sensação Harry Potter e tudo mais).

   Aí, esse filme entrou na minha TV - por que é Sky e você pode comprar filmes e tudo mais... - e eu vi. Vi primeiro até uma parte, depois continuei e o filme é muito bom! Quer dizer, ele é bem rápido, mas bem interessante.

   As melhores partes são aquelas que eles fazem em camera lenta e você consegue ver detalhadamente a situação que está acontecendo. O mais interessante é que a imagem é muito boa e parecem mesmo corujas de verdade; foi um trabalho muito bem feito com esse filme. Como em todos os filmes da Warner Bros., esse tem aquela entrada que eles mechem muito com seu logotipo e fica bem legal.

   Há, e o final não tão ruim. O final tem aquele gosto de eu-vou-continuou-com-a-historia que alguns diretores colocam. E eu espero que tenha continuação, por que da última vez que isso acontece - não sei se vocês virão A Bússula de Ouro -, eu estou esperando a continuação até hoje!

   Mas ficou bem legal o filme, legal mesmo - tirando a parte que é tudo muito rápido; parece que o filme tem apenas trinta minutos. Mesmo assim, foi uma rapidez interessante.

Thiago Pined
quinta-feira, 17 de março de 2011
Olá pessoal!

   Nossa Casse Clare está mesmo bem animada! Ontém, em uma das respostas que ela dá para os fãs - que ela ainda não me respondeu -, um alguém (Porque eu não sei se é menina ou menina) perguntou se ela pensa em escrever livros que não fossem Os Instrumentos Mortais e Os "Objetos" Infernais e ela disse que SIM, que está pensando em escrever um livro sobre uma outra série de Fantasia Adolescente e uma compedia baseada em Jane Austin. Agora ela só não sabe qual que ela escreve primeiro.

   Hoje, ela respondeu a uma pergunta de uma menina se haveria mais livros depois de City of Fallen Angels (Cidade dos Anjos Caídos) e ela disse que sim, e falo quantos: dois!!!

   FUi pesquisar, é claro e chei! Não existe aquele ditado "Quem Procura Acha" - eu acho que eu não devia ter escrito isso.
  
   Serão seis livros no total da série Os Intrumentos Mortais, e todos nomeados!! O quinto se chamará Cidade das Almas e o sexto - e último, infelizmente - se chamará Cidade do Fogo do Céu - ou alguma coisa parecida.

   Nós temos apenas que esperar para isso - e para como as capas serão, não é? rsrsrs...

Thiago Pined

Nós Apoiamos

BANNER PARA PARCEIROS!

BANNER PARA PARCEIROS!
Quem quiser atualizar pode também! ;D
Tecnologia do Blogger.

Os que adoram Ler 1 Livro

FOLLOW US

Follow Leia1Livro on Twitter

Quer ler sobre...

Arquivos Leia 1 Livro

NANOCONTOS

Populares